:... silhuetas ...:

sábado, novembro 01, 2003
 





- Digades, filha, mia filha velida:
porque tardaste na fontana fria?

Os amores ei.

Digades, filha, mia filha louçana:
porque tardaste na fria fontana?

Os amores ei.

-Tardei, mia madre, na fontana fria,
cervos do monte a augua volvian:

Os amores ei.

Tardei, mia madre, na fria fontana,
cervos do monte volvian a augua:

Os amores ei.

-Mentir, mia filha, mentir por amigo;
nunca vi cervo que volvesso rio:

Os amores ei.

Mentir, mia filha, mentir por amado;
nunca vi cervo que volvess'o alto:

Os amores ei.

Pêro Meogo